ADUFES SSIND, memórias

“Me alembro, meu é.”

A fala do Riobaldo, em “Grandes Sertões Veredas” de Guimarães Rosa, quer dizer, segundo Rosa,  que a memória é para ele uma posse do que ele viveu, confere-lhe propriedade sobre as vivências passadas, sobre as coisas vividas.

O que me leva a escrever estas memórias da ADUFES, além do papel de um copista, tem a intenção de compartilhar a posse, do que se viveu, com os docentes, as docentes, as funcionárias e os funcionários nos últimos 43 anos. O que lembramos, temos.

GÊNESIS

“Professores de diversos departamentos da Universidade Federal do Espírito Santo sentiram a necessidade de se criar aqui uma Associação de Professores, autenticamente representativa, a exemplo das que existem em outras Universidades. Três reuniões preliminares foram feitas de maneira informal, inclusive aquela na qual a presente proposta foi formalizada. O objetivo dessas reuniões foi a própria fixação de uma proposta a ser discutida pelo maior número possível de professores pois, embora a necessidade de uma Associação de Professores fosse sentida, era preciso aclarar as linhas do que realmente se pretendia. Desses debates resultou este projeto inicial que se oferece como ponto de partida absolutamente aberto à discussão livre de todos os colegas. (…) A fim de alcançar os objetivos propostos o que se alicerçam na justificativas explicitadas, acredita-se necessária a criação da Associação de Professores da Universidade Federal do Espírito Santo à qual deve ser dada personalidade jurídica. Com estas ideias, ainda em aberto, os professores que participaram desta proposta convidam todos os demais para uma reunião geral no dia 31 de maio de 1978.”

Atendendo a essa carta – convocação, 55 docentes da universidade reuniram-se na manhã daquela data (31 de maio de 1978) em uma das salas do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas para discutir a proposta de criação da entidade. (Borgo, p. 114). Uma fotocópia desta reunião está em anexo abaixo.

Nesta reunião foi aprovada a proposta de criação da Associação de Professores da Universidade Federal do Espírito Santo e constituída uma direção provisória presidida pelo Prof. João Batista Herkenhoff.  Na Assembleia realizada no dia 24 de agosto de 1978 foi discutido o estatuto social proposto pela diretoria provisória.

No estatuto aprovado foram mantidos alguns objetivos declarados na carta – convocatória. Alguns deles: exigir condições para que os professores possam produzir conhecimento realizando-se profissionalmente dentro da Universidade; possibilitar maior comunicação e união dos professores e das áreas da Universidade; conscientizar os professores dos seus direitos e deveres e lutar para que eles sejam assegurados; analisar criticamente os objetivos e a atuação da Universidade na sociedade; constituir-se como uma entidade de forma independente e autônoma em relação à estrutura administrativa da UFES.

O registro em cartório do estatuto social foi efetivado em 30 de outubro de 1978. (Ver fotocópia abaixo) Completava assim a fase de organização jurídica da ADUFES.

Sede da ADUFES em 1998 (Cemuni VI)

O SINDICATO

O II Congresso Extraordinário da Associação Nacional dos Docentes (ANDES), no Rio de Janeiro, em novembro de 1988, aprovou a criação do ANDES-SINDICATO NACIONAL. A este Congresso compareceram 54 Associação de Docentes (AD) e mais de 230 delegados. A proposta foi aprovada por mais de 80% dos delegados presentes que entenderam a transformação da ANDES em ANDES-SINDICATO NACIONAL como a concessão do direito de representação sindical legal a uma entidade que já tinha, desde seu nascedouro, a representação sindical de fato.

A ADUFES, como representação sindical de fato dos docentes e das docentes da UFES, e inserida na estrutura nacional da ANDES, fez a sua transformação legal para sindicato em 1992. Numa assembleia realizada no Auditório do Centro Tecnológico no dia 1º de dezembro de 1992 foi declarada assembleia aberta e com uma rica mobilização em toda Universidade foi obtido o consentimento de 472 docentes pela transformação da ADUFES em sindicato. Esta mudança foi homologada durante o XII Congresso do ANDES / SN realizado entre 28 de fevereiro a 5 de março de 1993. Desde então a ADUFES se tornou uma Seção Sindical com um regimento adequado ao estatuto do Sindicato Nacional.

A estrutura sindical do ANDES SN foi inovadora na época em que o normal era a estrutura de Federações. Para o ANDES SN as Seções Sindicais são representações regionais por local de trabalho e não são sindicatos autônomos. Nas Federações as organizações regionais são sindicatos vinculados a elas. Exemplos de Federações: FAUSBRA (Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil) na qual o SINTUFES (O Sindicato dos Trabalhadores na Universidade Federal do Espírito Santo) é filiado; FENASPS (Federação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho e Assistência Social). Exemplos de Sindicatos Nacionais: ASSIBGE SN – Sindicato Nacional dos Trabalhadores em Fundações Públicas Federais de Geografia e Estatísticas; SINASEFE (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica).

COISAS VIVIDAS

Observando o comportamento das Assembleias da ADUFES nestas últimas quatro décadas verificamos uma intensa mobilização nos 1980 e 1990. Foi motivado pelas greves? Sim, em termos. Recentemente vi um depoimento de um colega da UFES para docentes desta geração 2020. Foi assim: “Querem conhecer a ADUFES? Vejam seus contracheques.” Não é simplista esta afirmação. Nos contracheques constam rendimentos e se vermos no tempo, a evolução da carreira docente. A concepção sindical de que lutamos por salário, carreira e condições de trabalho pode transparecer no contracheque, mas a ADUFES, historicamente, não se envolveu apenas nestes três pilares. É necessário mas não suficiente. Concepção de universidade, justiça social, defesa da universalização da educação e saúde foram e são temas discutidos em Assembleias e outros espaços do sindicato. Cabe observar as pautas das greves nas Universidades Federais.

Um exemplo: a greve de 1998 foi contra implantação da GED (Gratificação de Estímulo à Docência). Foi por uma concepção de universidade, contra o fordismo científico (produtivísmo). Perdemos durante a greve, mas a GED caiu posteriormente. Mas ele venceram mais tarde: na década de 1990 iniciou-se o período da universidade operacional que persiste até os dias atuais. Marilena Chaui que o diga.

Lembrando doutras pelejas: eleições diretas para a reitoria nos 1980; regulamentação da LDB nos 1990 (com debate no Restaurante Universitário e passeata até o centro de Vitória) e Diretas Já; luta por uma fundação de amparo à pesquisa desde os 1980 (mais tarde, em 2004, foi criada a FAPES (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo)); as ações jurídicas, coletiva ou individuais.

A convivência em espaços coletivos tem indicadores para além das questões sindicais. Apesar de sempre termos consciência da ação da ADUFES de forma independente e autônoma em relação à estrutura administrativa da UFES não tem como separar as atividades profissionais das ações da militância política – sindical. Universidade pública é região de conflitos desde os tempos de Galileu nos 1600. É a essência da construção de conhecimento. Isto junto e misturado com a história da UFES (1954– 2020). Mistura junto a conflitos, ganhos e perdas.

Sede da ADUFES hoje (2021)

DIRETORIAS E ADMINISTRAÇÃO DA ADUFES SSIND NO TEMPO

Diretorias da ADUFES SSIND

1978 – Diretoria Provisória: João Batista Herkenhoff (presidente), Roberto Beling Neto, Maria Helena Lindemberg, Cefas R. Siqueira, Domingos de Freitas Filho e Maria Lurdes Chagas Deiró Nosella.

1979 – Carlos Salla Pissinali (presidente), Roberto Beling Neto (1º Vice), Vitor Buaiz (2º Vice), Maria Aparecida de Carvalho(1ª Secretaria), Mussassi Kitagawa (2ª Secretaria), Talmon Fonseca (1º Tesouraria), Walnório Ferreira (2ª Tesouraria).

1980 – Roberto Beling Neto (presidente), José Geraldo Mill, Antonio Louro, Carlos Eduardo Zanatta, Gilda Lopes, José Carlos Vilar, Ademar Vieira Barros.

1981 – Standard Silva (presidente), Kleide Marcia Barbosa Alves, Orlando Caliman, Eugênia Célia Raizer, Aloísio Kroling, Elisardo Vasquez, José Carlos Vilar, Ademar Vieira Barros, Ademir Sartim e Carlos Salla Pissinali.

1982 – Elisardo Vasquez (presidente), Standard Silva (1º Vice), Reinaldo Centoducatte (2º Vice), Kleide Marcia Barbosa Alves (1ª secretaria), Izildo Correa Leite (2ª secretaria), Tânia Mara Ferreira (1ª tesouraria), Marcos Lira Brandão (2ª tesouraria).

1983 – Benedito Tadeu Cesar (presidente), Maria Inês Pfister (1ª Vice) , Sandra de Souza Martins (2ª Vice) , Roberto Garcia Simões (1ª secretaria), Maria Elizabeth Rondelli de Oliveira (2ª secretaria), Celso Perota (1ª tesouraria), Ademar Vieira de Barros (2ª tesouraria).

1984 – Eugênia Célia Raizer (presidente), Carlos Cley Coelho (1º Vice) , João Pedro Aguiar (2º Vice), Nara  Cuman Motta (1ª secretaria) , Kleber Perini Frizzera (2ª secretaria), Wanderley Antônio Nogueira (1ª tesouraria), João Eudes Rodrigues Pinheiro (2ª tesouraria).

1985 – Luciano Magno Costalonga Varejão (presidente), Laura Maria Schneider Duarte (1ª Vice), Camilo Nassar Chamoun (2º Vice),  , José Weber Macedo (1ª secretaria), Victor Gentilli (2ª secretaria), Luis Claudius Coradini (1ª tesouraria), Terezinha Maria Giacomin (2ª tesouraria).

1986 – Ana Maria Doimo (presidente), Marcos Vinícius Brandão, Fábio Correa Dutra, Izaura Serpa, André Tomoyuki Abe, Valmira dos Santos, Roberto Beling Neto, Standard Silva, Paulo Sérgio Ramos e Ruy Roberto Ramos.

1987 – Fábio Correa Dutra (presidente), Lamartine Palhano Junior, Robério Ribeiro, Márcia Benevenuto, José C. Frade, Hugo Brandão, Gerson Marino, Roberto S. Castro, Ângela Morandi e Geraldo Antônio Soares.

1988 – Ana Lúcia Junqueira (presidente), Izildo Correa Leite, Dinah Campos, Yara Regina Candelária Rocha, Ismael Thompson, Almir Klug, Marlene Tejada, Maria Cristina Valli, Atílio Colnago Filho e Deny Pacheco Gomes.

1989 – Eugênia Célia Raizer (presidente), Reinaldo Centoducatte, Sérgio Hatab, Helerina Novo, Maria de Fátima Freitas, Almir Klug, Domingos Simonetti, Fábio Correa Dutra, Ana Lúcia Junqueira e João Pedro Aguiar.

1990 – Roberto Beling Neto (presidente), Roberto Garcia Simões, Standard Silva, Ismael Thompson, Ângela Campos Silva, Almir Klug, Izabel Carvalho, José C. Frade, Rogério Suave e Sônia Dalcomuni.

1991 – Edson Pereira Cardoso (presidente), Denise Silveira de Castro, Auxiliadora Paiva, Márcia Benevenuto, Amarílio Ferreira, Regina Maria Monteiro, Marta Zorzal.

1992 – Edson Pereira Cardoso (presidente), Denise Castro (1ª vice), Yara Regina Candelária da Rocha (2ª vice), Rita de Cássia Duarte Lima (1ª secretaria), Rogério Netto Suave (2ª secretaria), Regina Maria Monteiro (1ª tesouraria), José Paulo da Silva Golvêa (2ª tesouraria).

1993 (comissão de transição) – Yara Regina Candelária Rocha (presidente), José Paulo Golvêa, Donato de Oliveira, Josemar Machado de Oliveira, Mônica Beanco e Ana Targina Ferraz.

1993 a 1995 – Edson Pereira Cardoso (presidente), Antonio Carlos Amador Gil (vice), Vânia Maria Manfroi (secretaria geral), Mônica de Fátima Beanco (tesouraria geral), Josemar Machado de Oliveira (1ª secretaria), João Miguel Feu Rosa (1ª tesourararia), Donato de Oliveira (1º suplente), Raimundo Nonato B. Carvalho (2º suplente), Ana Targina Rodrigues Ferraz (3ª suplente), Leila Aparecida D. Machado (4ª suplente). (06/1993 a 06/1995)

06/1995 a 06/1997 – Willian Golino de Freitas (presidente), Agostinho José Soares (vice), Izac Thompson de Paula (secretaria geral), André R. V. V. Pereira (1ª secretaria), Francisco Mauri de Carvalho Freitas (tesouraria geral), Odiléia Dessaune de Almeida (1ª tesourararia), Alexandre J, M. Moraes (1º suplente), Luis Claudius Coradini (2º suplente), , Myrian Salomão (3ª suplente), Vânia Maria Manfroi (4ª suplente). (1.175 sindicalizados (as))

1997 a 1999 – Roberto Antonio Beling Neto (presidente), João Pedro de Aguiar (vice), Antônio Carlos Baratto (secretaria geral), Gláucia da Penha Lima (1ª secretaria), Ismael Thompson Paula (tesouraria geral) , José Gilvan de Oliveira (1ª tesouraria), José Buffon (1º suplente), Fernando Herkenhoff (2º suplente), José Carlos Vilar de Araujo (3ª suplente), Valquiria Rocha Daher (4ª suplente). (06/1997 a 06/1999) (1.189 sindicalizadas e sindicalizados)

1999 a 2001 – Roberto Beling Neto (presidente), Valquíria Rocha Daher (vice), Virgínia Coeli Passos de Albuquerque (secretaria geral), Clara Luiza Miranda (1ª secretaria), Rogério Arthmar (tesouraria geral), José Armínio Ferreira (1ª tesouraria), Ângelo Gil Pezzino Rangel (1º suplente), Ângela Maria Campos da Silva (2ª suplente), Fernando Herkenhoff (3º suplente),  e Glaúcia Rodrigues de Abreu (4ª suplente). (06/1999 a 06/2001)

06/2001 a 01/2002 (diretoria provisória) – Valquíria Rocha Daher (presidente), Ângelo Gil Pezzino Rangel, Elizabeth Maria Andrade Aragão, José Armínio Ferreira, Tânia Mara Ferreira e Vânia Maria Losada Moreira.

2002 a 2004 – Marlene de Fátima Cararo Pires (presidente), Yara Regina Candelária Rocha (vice), Gercyr Baptista (secretaria geral), Maurício Abdalla Guerrieri (1ª secretaria), José Antônio da Rocha Pinto (tesouraria geral), Luiz Jorge Pessoa de Mendonça (1ª tesouraria), Edson Pereira Cardoso (1º suplente), Vânia Maria Manfroi (2ª suplente), Odiléia Dessaune de Almeida (3ª suplente),  Roberto Amadeu Fassarela (4º suplente). (02/2002 a 03/2004)

2004 a 2005 – Marlene de Fátima Cararo Pires (presidente), Vânia Maria Losada Moreira (vice), Maria Christina P. Valli Rauber (secretaria geral), vago (1ª secretaria), José Antônio da Rocha Pinto (tesouraria geral), Geraldo Rossoni Sisquini (1ª tesouraria), Isabel Cristina Louzada Carvalho (1ª suplente), Adauto Emmerich Oliveira (2º suplente), Odiléa Dessaune de Almeida (3ª suplente), Eliana Zandonade (4ª suplente).

NB: A Professora Marlene de Fátima Cararo Pires fez seu pedido de renúncia do cargo de presidente da Adufes em reunião conjunta da Diretoria e Conselho de Representantes, no dia 17/12/2004. Pedido acatado, a direção do sindicato, a partir de 01/01/2005, ficou assim constituída : Vânia Maria Losada Moreira (presidente), José Geraldo Mill (vice), Maria Christina P. Valli Rauber (secretaria geral), vago (1ª secretaria), José Antônio da Rocha Pinto (tesouraria geral), Geraldo Rossoni Sisquini (1ª tesouraria), Isabel Cristina Louzada Carvalho (1ª suplente), Adauto Emmerich Oliveira (2º suplente), Odiléa Dessaune de Almeida (3ª suplente), Eliana Zandonade (4ª suplente).

2006 a 2007 – Josemar Machado de Oliveira (presidente), José Antônio da Rocha Pinto (vice), Gilda Cardoso de Araújo (secretaria geral), Elizabeth Maria Andrade Aragão (1ª secretaria), Ricardo Roberto Behr (tesouraria geral), Geraldo Rossoni Sisquini (1ª tesouraria), Zenólia Christina Campos Figueiredo (1ª suplente), Edna Castro de Oliveira, (2º suplente), Márcia Prezotti Palassi (3ª suplente), Bernadete Gomes Mian (4ª suplente). (16/12/2005 a 17/12/2007).

2007 a 2009 – Josemar Machado de Oliveira (presidente), José Antônio da Rocha Pinto (vice), Viviana Mônica Vermes (secretaria geral), Sandra Soares Della Fonte (1ª secretaria), Ricardo Roberto Behr (tesouraria geral), Geraldo Rossoni Sisquini (1ª tesouraria), Mariane Lima de Souza (1ª suplente), Gisele Girardi (2ª suplente), Antônio Luiz Rosa (3º suplente), Bernadete Gomes Mian (4ª suplente).

2009 a 2011– José Antônio da Rocha Pinto (presidente), Donato de Oliveira (vice), Ricardo Roberto Behr (secretaria geral) , Mariane Lima de Souza (1ª secretaria), Geraldo Rossoni Sisquini (tesouraria geral), Temístocles de Sousa Luz (1ª tesouraria), Valter Pires Pereira (1º suplente), Edinete Maria Rosa (2ª suplente), Dulcinea Sarmento Rosemberg (3ª suplente), Bernardete Gomes Mian (4ª suplente). (12/009 a 12/2011

2011 a 2013– José Antônio da Rocha Pinto (presidente), Temístocles de Sousa Luz (vice), Flavia Meneguelli Ribeiro Setubal (secretaria geral) , Mariane Lima de Souza (1ª secretaria), Geraldo Rossoni Sisquini (tesouraria geral), Thiago Drumond Moraes (1ª tesouraria), Rafael da Silveira Gomes (1º suplente), Bernardete Gomes Mian (2ª suplente), Susane Petinelli Souza (3ª suplente), Maria Daniela Corrêa de Macedo (4ª suplente). (12/2011 a 12/2013)

2013 a 2015 – Edson Pereira Cardoso (presidente), Rafael Vieira Teixeira (vice), Cenira Andrade de Oliveira (secretaria geral) , Sandra Soares Della Fonte (1ª secretaria), André Michelato Ghizelini (tesouraria geral), Renata Couto Moreira (1ª tesouraria), Odiléa Dessaune de Almeida (1ª suplente), Áureo Banhos dos Santos (2º suplente), Raphael Góes Furtado (3º suplente), Ana Cláudia B. Campos Wenceslau (4ª suplente).

2015 a 2017 – José Antônio da Rocha Pinto (Presidente), Marluce Miguel de Siqueira (vice), João Luiz Calmon Nogueira da Gama (secretaria geral), Bernardete Gomes Mian (1ª secretaria), Leonardo de Resende Dutra (tesouraria geral), Fábio Corrêa de Castro (1ª tesouraria), José Albino Newman Fernandez (1º suplente), Cely Barbosa Zambelli (2ª suplente), Edinete Maria Rosa (3ª suplente), Andressa Cesna (4ª suplente). (09/12/2015 a 09/12/2017), (1.613 sindicalizadas e sindicalizados)

2017 a 2019 – José Antônio da Rocha (presidente), Ricardo Roberto Beher (vice), Bernadete Gomes Mian (secretaria geral), Rosilene Guimarães Ferraz (1ª secretaria), Leonardo de Resende Dutra (tesouraria geral), Fábio Corrêa de Castro (1ª tesouraria), Magda Ribeiro de C. Soares (1ª suplente), Iguatemi Santos Rangel (2º suplente), Maurice Barcellos da Costa (3ª suplente), Valter Pires Pereira Schiavo (4ª suplente). (1.689 sindicalizados e sindicalizadas)

2019 a 2021 – Ana Carolina Galvão (presidenta), Aline Bregonci (vice), Junia Zaidan (secretaria geral), Daniela Zanetti (1ª secretaria), Nelson Figueiredo (tesouraria geral), Fernanda A. Binatti Chiote (1ª tesouraria), Keli Simões Xavier Silva (1ª suplente), Davidson Cury (2º suplente), Edson Pereira Cardoso (3º suplente), Marlene de Fátima Cararo Pires (4ª suplente).  (1.729 sindicalizadas e sindicalizados)

NB: Daniela Zanetti, Nelson Figueiredo e Marlene de Fátima Cararo Pires solicitaram desligamento da diretoria da Adufes em 03/08/2020. A partir desta data a diretoria ficou assim constituída: Ana Carolina Galvão (presidenta), Aline Bregonci (vice), Junia Zaidan (secretaria geral), Davidson Cury (1ª secretaria), Fernanda A. Binatti Chiote (tesouraria geral), Keli Simões Xavier Silva (1ª tesouraria), Edson Pereira Cardoso (suplente)

A observar

A fonte para a atualização destas informações é a Certidão de Inteiro Teor fornecida pelo Cartório Sarlo, Vitória, ES – Livro A-01, Certidão Registro Integral nº 11130 – obtida em outubro de 2020.

Não constam destes registros as diretorias das gestões: 1980, 1981, 1986, 1987, 1988, 1989, 1990, 1991 e 2019/2020. As informações destas gestões citadas foram obtidas da secretaria de Adufes Ssind e das agendas distribuídas anualmente pelo sindicato.

Funcionárias e funcionários da ADUFES SSIND

Denise Vianna Barbosa (08/03/1982 – 07/04/1983)

Valéria Almeida Cotta (01/04/1983 – 01/09/1983)

Elizabeth Lima Reis (01/04/1983 – 01/09/1983)

Rita de Cássia Mereghetti Vieira (01/09/1983 – 01/03/1985)

Dicelma Rodrigues de Carvalho (01/02/1985 – 01/04/1986)

Neide Maria da Silva (10/03/1986 – 09/03/2002)

Jorge Augusto Stein (01/06/1987 – 22/09/1987)

Gilson dos Santos Camargo (29/09/1987 – 23/11/2011)

Christiane Junqueira de Albuquerque (27/06/1988 –  21/11/1989)

Ricardo Correa Dalla (02/05/1989 – 23/04/1993) – Advogado

Maria Oliveira de Jesus (03/11/1993 – 04/11/1994)

Hosmar de Paula Junior (02/07/1995 – 07/02/1996)

Ademir Braf Melgaço (01/10/1995 – 28/12/2007)

Alexandre Caetano (01/04/1996 – 04/02/1997) – Jornalista

Jerize Terciano Almeida (07/1997 –   )  – Advogado

Ademilson de Araújo Pinto (02/05/2000 –  )

Felipe Daher Carias (01/02/2001 – 02/03/2001) e (03/06/2001 – 22/02/2002)

Rosimeri Arpini Loureiro (11/11/2002 – 12/03/2009)

Alba Lívia Tallon Bozi (17/02/2003 – 20/12/2004) – Jornalista

Solange Scatolin (01/08/2003 – 07/04/2004)

Janice Glória Barbosa de Oliveira (23/08/2004 –    )

André Lopes Taquetti (01/04/2005 – 31/03/2007) – Jornalista

Amanda do Nascimento Silva (04/01/2010 –     )

Luciana Silvestre Girelli (01/04/2010 – 01/01/2012)

Giselle Pereira da Silva (03/05/2010 –     )  –  Jornalista

Aline Poltronieri Santana (05/05/2011 – 16/06/2014)

Maria Valdívia Fernandes (01/02/2012 –     )  –  Jornalista

Robson Soares Peruch (02/01/2012 – 31/03/2012)

Arianna Coelho Nunes (09/04/2012 – 20/02/2018)

Gustavo Binda Faria (18/06/2012 – 31/01/2017)

Arlete Cristina Estephanio dos Santos (05/11/2012 – 01/07/2014)

Elisângela Pinho (11/08/2014 –     )

Juliana Freitas da Cruz (01/09/2014 – 07/11/2016)

Marcos Stephano Santana Ferreira (09/03/2015 – 06/06/2015)

Daniel Atanázio dos Santos (03/08/2016 –     )

Citação

Borgo, Ivantir Antônio, “UFES: 40 anos de história”, 2ª edição, EDUFES, 2014. Um livro essencial. O único registro histórico sobre a UFES, publicado em 1995 (1ª edição). Disponível em https://issuu.com/ufes/docs/livro_60anos_final

Links no Texto

Greves na Universidades Federais https://librinas.blogspot.com/2020/09/greves-na-universidades-federais.html

Assembleias da Adufes https://librinas.blogspot.com/2020/09/adufes-ssind-assembleias.html

UFES (1954– 2020) https://librinas.blogspot.com/2020/05/ufes-1954-2020-perdas-e-ganhos.html

 

Leia aqui a ata de posse da Adufes (31 de maio de 1978)

Leia aqui o Estatuto da Adufes (30 de outubro de 1978)